terça-feira, 4 de agosto de 2015

Por que dançar tango?

Juárez Machado


Sem dúvida, essa é uma pergunta que todo mundo (que ainda não dança tango) deve se fazer; por que dançar esse ritmo? Além de outras perguntas, com certeza, devem surgir, a posteriori, algumas afirmações, como: tango é chique demais para mim; ou, tango é complicado demais para mim...
Eu poderia listar algumas dezenas de coisas como forma de convencimento, como o prazer de um abraço, quando se dança; a sinergia quando da escuta de uma canção centenária que ainda vive, encanta e arrepia; a entrega e a confiança quando da caminhada sutil e leve; os risos compartilhados durante uma tanda, as amizades feitas e fortalecidas com as melhores pessoas que se pode encontrar; o aprendizado com a história e a tradição de um patrimônio imaterial.
Poderia, também, discorrer os motivos pelos quais o tango pode mudar uma vida. Falar sobre o aumento da autoestima, a saída do sedentarismo, a aquisição de saúde, o compartilhamento da felicidade.
Talvez até, transcrever depoimentos das dezenas de pessoas que conheço e que tem algo a dizer sobre. Entretanto, sei que tais métodos, hoje, surtem pouco efeito. Sei, inclusive, que poucos lerão até aqui.
Pensando nisso, tentarei responder à pergunta feita inicialmente, da maneira mais prática, fácil e rápida possível, atendendo à demanda atual, com outra pergunta:
Por que deixar para ser feliz depois?

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...