quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Somos todos poetas

Poeta Mário Gomes/Foto de Mika Holanda

Depois de uma conversa de bar com poetas-amigos, um tema bastante sugestivo à ocasião, em forma de pergunta, surgiu à mesa. Afinal, o que é ser poeta?
Muitas pessoas pensam, erroneamente, que poeta é somente aquele que escreve em versos. Escrever um texto em verso não faz, necessariamente, uma pessoa poeta. O poeta é aquele que consegue, com sua sensibilidade, colocar naqueles pequenos versos toda uma vida, toda uma emoção, todo um momento. É, também, o que consegue enxergar além do óbvio, além das palavras. É quem dá alma ao corpo vazio.
Poetas são pessoas que veem a beleza ou a feiura (em todos os sentidos) onde muitos não veem nada, ou fingem não ver.
­– Mesmo não escrevendo, posso ser poeta? – perguntou o senhor sentado à calçada.
– Sim! – respondeu um outro sentado do outro lado da rua.
O poeta olha pela mesma janela todos os dias e todos os dias se encanta com o que não viu no dia anterior. Emociona-se com a atividade infinita, posto que não somos. Desenha animais e aviões onde muitos sequer enxergam uma nuvem. Agradece, silenciosamente, o prazer de uma boa conversa.
Poeta, meu amigo, é o fotógrafo que dá movimento à uma imagem estática, o pintor que dá vida à uma tela em branco, é o ator que morre em cena e desperta a tristeza profunda da plateia.
Ser poeta, é, acima de tudo, a meta a ser alcançada para uma vida plena. 

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...